Saiba o Que São Combustíveis Fósseis e Quais os Tipos Mais Utilizados

Tempo de leitura: 9 minutos

Quais os impactos positivos e negativos dos combustíveis fósseis ao nosso planeta?

O mundo moderno, repleto de tecnologias e utensílios que auxiliam as atividades da humanidade, só é possível devido a descoberta de variados fatores energéticos. Desde os tempos antigos o homem vem tentando encontrar maneiras de “criar” luz e energia para iluminar grandes centros e promover uma locomoção mais rápida.

Hoje em dia carros conseguem percorrer longas distâncias devido à descoberta de elementos energéticos de ótima qualidade. Uma luz pode ser acesa em casa graças as usinas que geram eletricidade para que isso ocorra. As mais simples ações, como recarregar um celular, tem origem desses avanços quanto à criação de energia.

O ser humano usa vários meios para conseguir criar energia para seus carros, casas e outras atividades. As hidrelétricas são muito utilizadas para gerar eletricidade, principalmente no Brasil. As usinas nucleares também têm o mesmo objetivo de criar energia para as grandes cidades; como é possível ver no Rio de Janeiro nos complexos de Angra I e Angra II.

Apesar de todas essas fontes existirem, uma delas se destaca por ser a mais utilizada em todo o planeta. O combustível fóssil ocupa a geração de energia para diversas atividades, abrangendo mais de 80% de todo o consumo mundial. Há diversas variantes do combustível fóssil, este que está no topo a pelo menos dois séculos.

Historicamente, o combustível fóssil começou a ser usado no período da 1ª Revolução Industrial, que ocorreu na Grã-Bretanha. A partir desse momento, esse fator energético foi se aprimorando e sendo substituído por variantes ainda mais poderosas. As tecnologias nesse setor avançaram drasticamente nos dois últimos séculos, podendo se dizer que a evolução humana teve um grande “boom” depois do começo do uso dessa forma de combustível.

O combustível fóssil também é uma das maiores questões a serem discutidas quando o assunto é meio ambiente. Além de promover grandes facilidades para a humanidade; seu consumo também pode trazer prejuízos para a natureza e é um dos maiores causadores do temido Aquecimento Global.

Para saber mais sobre combustíveis fósseis continue lendo, neste artigo vamos falar sobre:

O Que é Combustível Fóssil?

Tipos de Combustível Fóssil:

O Impacto Ambiental do Combustível Fóssil

O Que é Combustível Fóssil?

Os combustíveis fósseis têm esse nome devido à teoria mais aceita de sua formação. Segundo a Teoria Biogênica do Petróleo, essa forma de combustível tem origem na fossilização de corpos deteriorados e de plantas mortas. O processo teria uma duração de alguns milhares ou milhões de anos; algo que indica que o combustível usado hoje deve ter origem em períodos onde a própria humanidade nem existia.

São chamados de combustíveis, pois dependendo de uma série de processos os fósseis podem ser queimados e isso provoca uma geração de energia. Os combustíveis fósseis são inflamáveis e quando passados por tratamentos químicos, podem se tornar ainda mais potentes no quesito de criar uma explosão.

Existe outra teoria da real formação dos combustíveis fósseis, sendo ela a Teoria Abiogênica. Nesse estudo, o combustível teria sua criação datada do período da própria formação da Terra. É válido citar essa forma de pensar aqui, pois a própria ciência é muito volátil e a descoberta de uma nova prova pode mudar todo um conceito de ideia.

Entre os elementos químicos mais presentes no combustível fóssil estão o enxofre, carbono, oxigênio e hidrogênio. Juntos, esses componentes são perfeitos para gerar um grande fator inflamável, o que acaba tornando essa forma de combustível em uma das mais eficientes para diversas atividades como é no caso dos ônibus, carros e motos.

Onde os Combustíveis Fósseis São Encontrados?

Devido ao seu fator de criação, é possível adivinhar onde os combustíveis fósseis podem ser encontrados em abundância. Por ser feito da fossilização de animais e plantas mortas a milhões de anos, é possível dizer que o combustível é achado em camadas profundas de terra e do mar.

Com o passar dar eras, o terreno foi cobrindo cada vez mais o terreno onde grandes criaturas viveram no passado. Graças aos efeitos do vento, de erosões, explosões vulcânicas e muitos outros fatores; os fósseis foram sendo soterrados e, por isso, é tão difícil encontrar o combustível fóssil em camadas mais elevadas da terra.

Alguns dados indicam que a maior concentração do combustível fóssil pode ser encontrada no Hemisfério Sul; não atoa existem grandes poços na região do Oriente Médio e também o pré-sal encontrado na costa brasileiro. No contraponto, o Hemisfério Norte é o maior consumidor do combustível fóssil. Isso acontece devido ao grande número de países desenvolvidos, com seus veículos e suas necessidades energéticas altas.

Tipos de Combustível Fóssil:

Tipos de Combustíveis Fósseis

Ao falar em combustível fóssil, parece que existe apenas um único tipo da fonte energética, porém não é isso o que acontece. Há diversas variações do combustível, sendo que três estão entre as mais utilizadas na era moderna. Petróleo, Carvão Mineral (Natural) e Gás Natural estão no Top 3; mas existem outras variantes como é o caso do Xisto que vem vendo seu uso crescer nos últimos anos.

Petróleo

O petróleo é o “rei” dos combustíveis fósseis nos tempos modernos. Junto da água, este é o elemento de maior interesse dos governos. Sem o petróleo, muitas guerras foram perdidas e muitas outras foram iniciadas. Esse item de desejo mundial é capaz de trazer muitas riquezas; não à toa é apresentado em vários filmes americanos como sendo uma fonte de poder.

Essa forma de combustível tem sua origem datada de formação de mais de 50 milhões de anos. Sua aparência escura e espessa é muito característica. Assim como os outros elementos fósseis, a presença de enxofre e hidrocarbonetos é muito elevada. Devido a esses fatores químicos, o petróleo pode ser modificado para atender a diversas atividades.

A principal utilização do petróleo é para a geração de energia; já que dele pode ser extraído através do refino do elemento, combustíveis como o querosene e a gasolina. Há outras utilizações, como para a feitura de gás de cozinha (gás liquefeito), na criação de asfalto e até em produtos de borracha como pneus e chinelos.

Carvão Mineral

O carvão mineral, ou natural, já teve os seus dias de glória no topo da liderança dos combustíveis fósseis mais utilizados. A Revolução Industrial é baseada em grande parte na descoberta deste elemento; algo que aconteceu em boa hora já que as reservas de carvão vegetal estavam quase esgotadas na Europa.

Apesar de ser menos consumido que o petróleo, números indicam que o carvão obteve um crescimento de uso em 65% nos últimos 25 anos. A hulha, tipo de carvão mais eficiente, tem cerca de 80% de carbono e está muito presente nas chamadas usinas termelétricas.

Esse tipo de usina usa o calor para a geração de energia, sendo uma forma relativamente segura, porém sendo a melhor forma para se agradar os conceitos ecológicos. O carvão é o mais poluente dentre os três combustíveis fósseis mais utilizados, tendo em vista que esse produz 1,37 vezes mais dióxido de carbono que o petróleo.

Gás Natural

A solução menos poluente e que vem tendo um maior crescimento nos últimos anos é o gás natural. Tendo formação muito semelhante ao do petróleo e sendo encontrado geralmente nos mesmos poços, esse tipo de combustível é muito conhecido pelo brasileiro. Uma boa parte da frota de carros comerciais no Brasil utiliza o gás natural para diminuir os gastos com abastecimento em postos.

Grande parte da formação do gás natural é baseado no metano, este que é altamente inflamável.

A grande falha do gás natural é o seu armazenamento e transporte. Por não ser palpável como os outros dois combustíveis citados; o gás tem de ser levado de uma direção para a outra em gasodutos que podem atingir centenas de quilômetros.

O gasoduto da Rússia é um dos maiores do planeta, também sendo um dos mais influentes no mundo moderno. O Brasil também possui um gasoduto muito importante, o chamado Bolívia-Brasil, que conecta os dois países e tem cerca de 3.150 km de percurso.

O Impacto Ambiental do Combustível Fóssil

Poluição do ar por combustíveis fósseis

O grande problema do uso do combustível fóssil é justamente uma das coisas que lhe oferece o fator inflamável. O carbono liberado com a combustão dessas fontes energéticas faz com que dióxido de carbono seja liberado para a atmosfera, o que contribui muito para o efeito estufa.

Além de prejudicar o meio ambiente e o clima do planeta, a poluição também garante problemas graves para a saúde humana. Na China é possível visualizar muito bem esse impacto; onde certa vez um cidadão disse que não sabia que existiam montanhas ao redor de sua cidade; tendo ele visto, somente depois de uma ação que fez com que a poluição diminuísse na região.

O Impacto Social Dos Combustíveis Fósseis

O fator energético sempre foi muito importante para a definição de poder de um governo; não à toa os movimentos imperialistas ganharam grande força no período da Primeira Guerra Mundial.

Os combustíveis fósseis, principalmente o petróleo, movem diretamente a vida de uma população que está próxima da fonte de extração. Cidades inteiras já foram construídas ao redor de poços de petróleos, como é o caso de Dubai que na década de 90 não era mais de que um deserto com poucas habitações e hoje é um grande conglomerado comercial.

Referências para combustíveis fósseis

Este texto foi produzido por G.Produções.

Imagens Pixabay.

Comments

comments